banner 728x90

El Niño e La Niña

A mudança de temperatura das águas do oceano Pacífico gera o El Niño e o La Niña.
banner 120x600
60 Views

G-NEWS (INTERNACIONAL) – El Niño e La Niña são fenômenos atmosféricos caracterizados por uma alteração da temperatura das águas oceânicas, o que gera diversas consequências em termos climáticos.

El Niño e La Niña são fenômenos atmosféricos que impactam de forma significativa as condições climáticas. Enquanto o El Niño corresponde ao aumento da temperatura das águas do oceano Pacífico na sua porção equatorial, o La Niña corresponde à diminuição da temperatura das águas do oceano Pacífico, também na sua porção equatorial.

banner 325x300

Esses fenômenos atmosféricos impactam significativamente os indicadores de temperatura e precipitação em nível mundial. O El Niño provoca secas severas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, enquanto o La Niña favorece a formação de chuvas nessas mesmas regiões. Já a região Sul do Brasil experimenta maiores volumes de chuva durante o El Niño e, de forma contrária, menores volumes pluviométricos no período de ocorrência do La Niña.

Resumo sobre El Niño e La Niña

  • O El Niño e La Niña são fenômenos atmosféricos que provocam mudanças significativas nas temperaturas e nas precipitações em nível global.
  • O El Niño está relacionado ao aquecimento das águas do oceano Pacífico em sua porção equatorial.
  • O La Niña ocorre quando há o resfriamento das águas da porção equatorial do oceano Pacífico.
  • A principal diferença entre os fenômenos El Niño e La Niña é o tipo da mudança da temperatura provocada por esses fenômenos atmosféricos no oceano Pacífico.
  • O El Niño e La Niña, em razão das suas características distintas, provocam efeitos contrários nas diversas regiões brasileiras.

O que são El Niño e La Niña?

O El Niño e La Niña são fenômenos atmosféricos caracterizados especialmente pela mudança da temperatura encontrada no oceano Pacífico, mais precisamente na sua porção equatorial, o que gera alterações globais em termos climáticos, especialmente em indicadores como temperatura e precipitação.

No caso específico do El Niño, esse fenômeno atmosférico acontece em razão do aquecimento das águas do oceano Pacífico em sua porção equatorial. Esses fenômenos ocorrem de forma cíclica, geralmente no início do mês de dezembro, modificando os níveis de temperatura e precipitação em nível global.

Já em relação ao La Niña, esse fenômeno atmosférico é caracterizado pelo resfriamento das águas da porção equatorial do oceano Pacífico. Assim, ele gera características climáticas contrárias às do El Niño. A ocorrência desse fenômeno acontece de forma cíclica e impacta os índices de temperatura e precipitação globais.

Quais são as diferenças entre El Niño e La Niña?

A principal diferença entre o El Niño e o La Niña é a mudança da temperatura provocada por esses fenômenos atmosféricos no oceano Pacífico. No caso específico do El Niño, ocorre o aumento da temperatura das águas da porção equatorial desse oceano. Já no caso do La Niña, acontece a diminuição da temperatura dessa mesma região oceânica equatorial.

Portanto, tais fenômenos são contrários em termos de aspectos de ocorrência e, por consequência, nos impactos gerados na atmosfera global. Porém ambos influenciam diretamente nas condições climáticas globais, principalmente em relação às temperaturas e precipitações registradas no mundo.

Fontes : Mundo Educação

relavante